Programa do MON destinado a pessoas com mais de 60 anos permanece em versão virtual


Museu Oscar Niemeyer (MON)

Após a reabertura do Museu Oscar Niemeyer (MON), a programação virtual continua acontecendo por meio de oficinas, mediações, quizzes e lives.

O premiado programa Arte para Maiores, que ganhou uma versão virtual durante o período de quarentena, se mantém online, para garantir o distanciamento social desse público, formado principalmente por pessoas com mais de 60 anos. As inscrições permanecem abertas a novos integrantes pelo e-mail educativo@mon.org.br.

Antes do fechamento temporário do Museu, havia 290 inscritos e agora são 330 participantes, incluindo não residentes em Curitiba, o que significa um acréscimo de aproximadamente 13%.

A diretora-presidente do MON, Juliana Vosnika, explica que, por ser um espaço democrático e que busca sempre atingir todos os públicos, o MON tem uma especial preocupação social com as pessoas acima de 60 anos, que talvez sejam as mais impactadas pela pandemia. “Entendemos que o Museu deve ser sempre um motivo de inspiração e de leveza para esse público, portanto, o objetivo do Arte para Maiores em versão virtual é permitir que essas pessoas continuem participando de atividades dinâmicas e educativas de maneira segura, a partir de suas próprias casas”, diz.

Segundo uma das participantes, a dona de casa Elvira Schmitt Cleto, esse objetivo tem sido cumprido. “Nesses tempos de reclusão, as atividades propostas pelo Museu fazem com que eu esqueça um pouco do confinamento”, comenta. “Cada trabalho realizado me traz uma satisfação muito prazerosa”, diz.

A professora aposentada Maria Lídia Luciano, participante do Arte para Maiores há dois anos, diz que as propostas estimulam a criatividade a partir de um aproveitamento interessante de materiais que se tem em casa.

Recentemente, ela confeccionou máscara e escultura de papelão e uma miniatura de banco inspirada na obra dos Irmãos Campana. “Especialmente agora, na pandemia, as atividades têm me ajudado a passar o tempo, a me manter ocupada e a ter mais qualidade de vida, mesmo durante o isolamento”, diz.

Para a funcionária pública aposentada Ismenia Pavanatti, participante há quatro anos do programa, “o projeto é de grande importância para exercitar a imaginação e a criatividade”. Ela diz que a pandemia trouxe um grande desafio de adaptação e renovação diária. “Nesse contexto, tornou-se muito importante continuarmos nossas atividades culturais”, diz.

Numa das oficinas, ela produziu um trabalho inspirado no artista curitibano Fernando Velloso, após ter assistido a uma live com ele transmitida pelo canal do YouTube do Museu. “Sou muito grata ao MON e ao Arte para Maiores”, afirma.

Prêmio nacional

No ano passado, o programa conquistou um dos mais importantes prêmios nacionais na área de educação em museus, o Prêmio Darcy Ribeiro 2019, concedido pelo Instituto Brasileiro de Museus (IBRAM). Em 2019, o Arte para Maiores registrou um aumento de público de 150% em relação ao ano anterior.

Todos os participantes cadastrados recebem, agora por WhatsApp, sugestões de oficinas variadas, sempre acompanhadas por links que trazem sons, vídeos e PDFs explicativos. A maioria das atividades está relacionada às exposições do MON e pode ser realizada a partir de suas próprias casas. A proposta é a mesma das reuniões presenciais: aproximar o público das artes visuais.

Serviço

Inscrições gratuitas abertas a novos integrantes pelo e-mail educativo@mon.org.br

Museu Oscar Niemeyer (MON)

Rua Marechal Hermes, 999

Curitiba – Paraná

www.museuoscarniemeyer.org.br

No Comments Yet

Comments are closed