Emendar um relacionamento no outro, o que diz sobre você?

Você vive relação de relação, emendando um “amor” no outro? Cuidado! Esse tipo de comportamento pode revelar-se uma característica muito importante: o medo de ficar sozinho e de cuidar da própria vida.

Fonte: Blog das Amarildas

Cuidado com relações uma muito perto da outra (Foto: Amarildas)

Gente que emenda um relacionamento no outro. Mal termina com alguém, já está se envolvendo com uma pessoa nova. Você é assim? Se não é, certamente conhece alguém que seja! Segundo a orientadora emocional para mulheres com foco em relacionamentos, Camilla Couto, muitas pessoas têm esse tipo de comportamento: nem bem acabam uma relação, já iniciam outra, em busca de conforto e satisfação pessoal. “Isso acontece quando acreditamos que só podemos ser felizes estando com alguém, uma grande mentira”, lembra Camilla.

Who correction a relationship in another another, there are there . “Aliás, quem nunca? A verdade é que o alimento foi alimentado por séculos e especialmente nas mulheres. Há menos de 100 anos, éramos criados para sermos esposas. E há muito menos isso, uma mulher divorciada foi criada à margem da sociedade. Ou seja, nós realmente viemos de um tempo em que ficamos sozinho motivo de exclusão. Ainda não existe um inconsciente coletivo, uma informação que está a ser capaz de ser realizada, enfatiza a orientadora.

Mas Camilla revela que esse sentimento acontece, e muito, também com eles, embora para nenhum dos dois faça mais sentido nos dias de hoje: “estar sozinhos é a melhor forma de nos conhecermos, de ter contato com nossas próprias necessidades, de experimentar o que nos faz realmente bem. Infelizmente, muitos de nós ainda passam a vida toda fazendo o que o parceiro gosta, com medo de ficar só. Em pleno 2019! E não é fraqueza. É que ir contra esse inconsciente coletivo requer muita coragem e uma dose extra de determinação, mesmo”, comenta ela.

Camilla Couto lembra de um ponto importante sobre a questão: “além do medo de ficar só, quem emenda um relacionamento no outro e faz de tudo o tempo todo para estar com alguém pode estar fugindo de si mesmo. Relacionamentos nos mantêm ocupados e com menos tempo de olhar para dentro. Quando o foco está do lado de fora, não precisamos nos confrontar com nossas verdades internas”. A orientadora pede para que paremos para refletir: “do que alguém que emenda relacionamentos está fugindo? Carência? Julgamentos? Medo? Fazer uma autoanálise é muito importante para entender o seu funcionamento emocional. Assim, é possível fazer escolhas mais conscientes e saudáveis daqui para frente”.

Por que, então, emendamos um relacionamento no outro?

Segundo ela, provavelmente porque temos medo de nunca mais estar com alguém. Porque temos medo de ter algum “defeito de fábrica” que faz com que a gente não consiga manter um relacionamento por muito tempo. Porque temos medo de descobrir que somos muito diferentes da nossa família e dos nossos amigos. Porque vivemos querendo provar algo para alguém.

“Mesmo que tudo isso aconteça de forma inconsciente, a necessidade de emendar um relacionamento no outro é sinal de que estamos em falta com nós mesmos”, lembra Camilla, que segue: “ninguém tem o dever de segurar relacionamento. Pessoas permanecem em nossas vidas porque tem sonhos em conjunto e estão inteiras”.

“Uma vez verdade e se honrar por tudo isso”, lembra uma orientadora, que finaliza: “aproveite também uma solidão. Acesse o seu site universo. Investigue sua alma, descubra suas reais afinidades. Alimente o amor próprio, para que o amor a dois tenha melhor, depois ”.

Saiba mais: www.amarildas.com.br

Sobre Camilla Couto

Camilla Couto é Orientadora Emocional para Mulheres, com foco em Relacionamentos. Criadora/ autora do Blog das Amarildas e fundadora do PAR – Programa Amarildas de Relacionamentos. Orientadora emocional, Terapeuta Floral (TF-153-17/SP) e Contoterapeuta, viveu durante 8 anos no exterior conhecendo diferentes culturas e comportamentos. No blog amarildas.com.br, compartilha seus estudos sobre amor, relacionamentos e dependência emocional – com o propósito de promover mais entendimento sobre esses temas e de incentivar as mulheres a se amarem e valorizarem cada vez mais.

Gente que emenda um relacionamento no outro. Mal termina com alguém, já está se envolvendo com uma pessoa nova. Você é assim? Se não é, certamente conhece alguém que seja! Segundo a orientadora emocional para mulheres com foco em relacionamentos, Camilla Couto, muitas pessoas têm esse tipo de comportamento: nem bem acabam uma relação, já iniciam outra, em busca de conforto e satisfação pessoal. “Isso acontece quando acreditamos que só podemos ser felizes estando com alguém, uma grande mentira”, lembra Camilla.

Quem emenda um relacionamento no outro pode ter, lá no fundo, um medo gigante:  ficar sozinho. “Aliás, quem nunca? A verdade é que esse medo foi alimentado por séculos e especialmente nas mulheres. Há menos de 100 anos, éramos criadas para sermos esposas. E há muito menos do que isso, uma mulher divorciada era colocada à margem da sociedade. Ou seja, nós realmente viemos de um tempo em que ficar sozinha era motivo de exclusão. Ainda hoje existe, no inconsciente coletivo, a informação de que estar sozinho não é bom”, enfatiza a orientadora.

Mas Camilla revela que esse sentimento acontece, e muito, também com eles, embora para nenhum dos dois faça mais sentido nos dias de hoje: “estar sozinhos é a melhor forma de nos conhecermos, de ter contato com nossas próprias necessidades, de experimentar o que nos faz realmente bem. Infelizmente, muitos de nós ainda passam a vida toda fazendo o que o parceiro gosta, com medo de ficar só. Em pleno 2019! E não é fraqueza. É que ir contra esse inconsciente coletivo requer muita coragem e uma dose extra de determinação, mesmo”, comenta ela.

Camilla Couto lembra de um ponto importante sobre a questão: “além do medo de ficar só, quem emenda um relacionamento no outro e faz de tudo o tempo todo para estar com alguém pode estar fugindo de si mesmo. Relacionamentos nos mantêm ocupados e com menos tempo de olhar para dentro. Quando o foco está do lado de fora, não precisamos nos confrontar com nossas verdades internas”. A orientadora pede para que paremos para refletir: “do que alguém que emenda relacionamentos está fugindo? Carência? Julgamentos? Medo? Fazer uma autoanálise é muito importante para entender o seu funcionamento emocional. Assim, é possível fazer escolhas mais conscientes e saudáveis daqui para frente”.

Por que, então, emendamos um relacionamento no outro?

Segundo ela, provavelmente porque temos medo de nunca mais estar com alguém. Porque temos medo de ter algum “defeito de fábrica” que faz com que a gente não consiga manter um relacionamento por muito tempo. Porque temos medo de descobrir que somos muito diferentes da nossa família e dos nossos amigos. Porque vivemos querendo provar algo para alguém.

“Mesmo que tudo isso aconteça de forma inconsciente, a necessidade de emendar um relacionamento no outro é sinal de que estamos em falta com nós mesmos”, lembra Camilla, que segue: “ninguém tem o dever de segurar relacionamento. Pessoas permanecem em nossas vidas porque tem sonhos em conjunto e estão inteiras”.

“Ninguém deveria ter medo da própria companhia, da oportunidade de fazer as próprias escolhas, da própria verdade e de se honrar por tudo isso”, lembra a orientadora, que finaliza: “aproveite também a solitude. Experimente estar um tempo a sós com seu próprio universo. Investigue sua alma, descubra suas reais afinidades. Alimente o amor próprio, para que o amor a dois venha melhor, depois”.

Saiba mais: www.amarildas.com.br

Sobre Camilla Couto

Camilla Couto é Orientadora Emocional para Mulheres, com foco em Relacionamentos. Criadora/ autora do Blog das Amarildas e fundadora do PAR – Programa Amarildas de Relacionamentos. Orientadora emocional, Terapeuta Floral (TF-153-17/SP) e Contoterapeuta, viveu durante 8 anos no exterior conhecendo diferentes culturas e comportamentos. No blog amarildas.com.br, compartilha seus estudos sobre amor, relacionamentos e dependência emocional – com o propósito de promover mais entendimento sobre esses temas e de incentivar as mulheres a se amarem e valorizarem cada vez mais.

No Comments Yet

Comments are closed

SIGA-NOS NO

[icon type=”fa-facebook” size=”icon-3x” url=”https://www.facebook.com/claudiacozzella” box=”true”] [icon type=”fa-twitter” size=”icon-3x” url=”https://twitter.com/claucozzella/” box=”true”] [icon type=”fa-instagram” size=”icon-3x” url=”https://www.instagram.com/portalacontececuritiba” box=”true”] [icon type=”fa-youtube” size=”icon-3x” url=”https://www.youtube.com/user/Tokdearte” box=”true”]

logo-beauty-tech